Enxaqueca: é possível prevenir a dor com a alimentação adequada

O que é a Enxaqueca?


A enxaqueca é um tipo de dor de cabeça incapacitante que atinge mais as mulheres do que os homens.


A enxaqueca pode ser com aura ou sem, e a sua dor pode ser:

  • pulsátil;

  • apenas de um lado;

  • pode durar horas ou até dias.

Além disso, ela pode vir ou não acompanhada de: náuseas, vômitos, fotofobia, intolerância à ruídos e até cheiros. Sua periodicidade é variável e não há uma única causa.


Quais são os gatilhos para a Enxaqueca aparecer?


Se um indivíduo é suscetível à enxaqueca, há alguns gatilhos que podem levar ao seu aparecimento, como:


  • estresse físico, mental ou emocional;

  • hipoglicemia;

  • consumo de álcool;

  • alterações hormonais nas mulheres;

  • privação de sono;

  • alergias/ alergias alimentares;

  • desequilíbrios nutricionais.


Fases da Enxaqueca


A enxaqueca costuma ter algumas fases, que são:

  • Pródromo (fase anterior);

  • Aura (que pode ou não estar presente - é caracterizada por distúrbios visuais como, por exemplo: luzes piscantes, pontos cegos, manchas coloridas e brilhos, linhas em zigue-zague, tontura, entre outros);

  • A dor de cabeça; e o

  • Pósdromo (fase de recuperação).


Como saber que ela vai aparecer?


Há vários sinais de que ela vai aparecer, eles ocorrem no período chamado pródromo, que antecede a crise. que podem começar horas ou até 24h antes de uma crise e alguns dos sintomas potenciais são a constipação, a dificuldade de se concentrar, fadiga, bocejos constantes, aumento da sede, desejo por alimentos doces, rigidez no pescoço.


É interessante observar e conhecer os sintomas que antecedem a sua crise!


Alimentação pode causar Enxaqueca?


Existem diversos fatores ligados à nutrição que podem desencadear a enxaqueca. Uma alimentação com presença frequente de aditivos alimentares, alimentação pobre em nutrientes - que prejudique a integridade da mucosa intestinal, levando a disbiose intestinal e desequilíbrios nutricionais - a falta de hidratação, presença de dietas restritivas e o comportamento alimentar inadequado, que colabora para todos os fatores citados anteriormente.


Mas, o que são os aditivos alimentares?


  • Adoçantes artificiais (edulcorantes)

  • Xarope de milho invertido

  • Glutamato monossódico

  • Nitratos/nitritos

  • Sulfitos

  • Corantes

  • Aromatizantes

  • Muitos outros!

E a disbiose intestinal?


Dentro do nosso intestino existem trilhões de bactérias, fungos e lactobacillus formando a chamada microbiota intestinal. Essa microbiota se prolifera e produz substâncias benéficas ou não ao nosso corpo, de acordo com aquilo que ingerimos.


Sendo assim, se temos uma boa alimentação sobrevive uma microbiota saudável, que produz substâncias saudáveis que colaboram para a nossa saúde.


Do contrário, há proliferação de fungos e bactérias que desequilibram esse ecossistema intestinal, comprometendo a absorção de nutrientes e interferindo na integridade da mucosa. Desse modo, é permitida a passagem de substâncias que não deveriam estar ali. Portanto, prejudicam o sistema de defesa e são capazes de provocar doenças. Isso é basicamente a caracterização da disbiose intestinal.


Como a alimentação pode ajudar a prevenir a Enxaqueca?


Falei aqui que os alimentos ultraprocessados (os famosos pacotinhos industrializados), cheios de aditivos químicos são prejudiciais e podem colaborar com o aparecimento da enxaqueca.


Por isso, quanto mais fresca e caseira for a alimentação, melhor será para a saúde e inclusive para a prevenção da enxaqueca!


Assim, é possível conquistar uma alimentação rica em nutrientes essenciais para isso, como o ferro, magnésio, vitaminas do complexo B, Q10, melatonina, serotonina/triptofano e tantos outros!


Mas, não é só isso. A alimentação precisa ser saborosa, fazer sentido no seu dia a dia e ser um momento agradável! Por que você come o que come? Refletir sobre isso é fundamental para não entrar em uma dieta restritiva e ficar no “estou de dieta, ou estou fora da dieta”.


Qualquer dúvida sobre o tema, me mande uma mensagem!

Nutr. Natália Duarte

CRN3 59350



#enxaqueca #alimentação

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo