Alimentando uma criança

Introdução Alimentar

A partir dos 6 meses de idade o bebê está apto a conhecer o mundo dos alimentos. Ele pode começar então a alimentação complementar! 

 

É nesse momento que o bebê irá se familiarizar com os sabores, aromas e texturas dos alimentos! Para ele é uma grande novidade e para seus pais e cuidadores uma grande oportunidade de formar a sua base com hábitos alimentares saudáveis para toda a vida, prevenindo a seletividade alimentar e proporcionando a construção de uma boa relação com a alimentação! 

 

Meu propósito é colaborar para que a introdução alimentar seja leve e respeitosa, um momento tranquilo, de descobertas para o bebê e resgate de uma relação saudável com a alimentação para a família, de forma que todos possam seguir confiantes, e assim permitir que seus bebês construam hábitos saudáveis através da alimentação.

  • Para quem é esta consulta?

 

Para mães, pais, avós e cuidadores de bebês em fase de alimentação complementar, até 1 ano de idade

 

  • Por que se preparar para a introdução alimentar?

 

Além de ser um momento naturalmente cheio de dúvidas, a introdução alimentar é cercada de desafios, muitos mitos e informações desatualizadas! Para que ela possa ser feita com confiança e de uma forma tranquila para o bebê e os pais, é preciso buscar as informações corretas. Antes de mais nada, respire fundo, com amor e confiança tudo dará certo 

 

Existem 3 principais métodos de introdução alimentar, que são: Tradicional, BLW e Participativa. Portanto, são alguns caminhos possíveis, porque não há regras e sim orientações. E com base nelas, cada família encontra o seu jeitinho!

 

O objetivo do nosso encontro é fornecer todo apoio necessário e, em um bate papo descontraído, abordaremos as principais dúvidas acerca desse tema! 

 

Alguns dos principais pontos que podemos esclarecer juntos são:

 

  • Quando começar? 

  • Por onde começar? 

  • Qual a melhor abordagem para cada família? (BLW, participativa ou tradicional?) 

  • O que oferecer? 

  • O que evitar? 

  • Como preparar os alimentos?

  • E se o bebê recusar? 

  • E se o bebê engasgar? 

  • Quais temperos devo priorizar? 

  • Como conduzir a amamentação e/ou o substituto?

Como funciona a consulta?

Você reserva em torno de 1h30 a 2h para a nossa sessão, para conversarmos sobre todos os pontos que envolvem a introdução alimentar. Ao final do encontro, além de conhecimento, você receberá um material digitalizado com linguagem de fácil compreensão para auxílio nesse período, com toda orientação sobre a melhor maneira de realizar a introdução alimentar de forma individualizada e que faça sentido para a sua família. Lembrando que: pais, avós e cuidadores são bem-vindos em nossa sessão!

 

Além disso, após a consulta deixarei meu Whatsapp disponível para conversarmos conforme surgirem as suas principais dúvidas durante a fase inicial da alimentação complementar! 

 

  • Formato da consulta 

Pode ser realizada em consultório, online ou domiciliar, conforme a sua necessidade.

 

*Diferencial da consulta domiciliar: podemos ir para a prática, demonstrando como higienizar, preparar, armazenar e oferecer os alimentos. 

 

*Há entrega de recibo para reembolso.  

Mãe e bebê no chão

Agende sua consulta